7 de fevereiro de 2016

5/52

Enfim, terminamos a quinta semana do ano. Tenho percebido que às vezes basta um único dia para a semana inteira ficar marcada na memória. Por exemplo, de segunda a quinta não fiz muita coisa extraordinária, mas ontem o dia foi bem esquisito. Eu sonhei que estava no trabalho e tinha de terminar todo o meu serviço em três horas, enquanto lá fora o céu estava cinza e um tornado estava passando pelo mar. Quando cheguei no trabalho de fato, o pesadelo foi outro: o prédio estava sem eletricidade e eu tive de subir 12 andares de escada. Doze andares para chegar no escritório e fazer nada por duas horas até a luz voltar, e então começarmos o trabalho acumulado e atrasado, com seis milhões de indianos e três brasileiros nos pressionando (inside jokes). Devo ter perdido milhões de calorias junto com o meu fôlego, e eu não recomendo tal feito a ninguém. A única vantagem é ter uma história para quebrar o gelo e introduzir um post meio sem sentido. Mas a sexta-feira teve um lado bom que compensou qualquer pequena desgraça da semana toda: minha mãe fez bolo de banana, vem gente!

Semana 5 - Fazem parte da minha wishlist

i. Kindle Paperwhite
Tomei minha decisão final alguns meses atrás: preciso de um e-reader. Por mais que eu ame livros físicos e todo o ritual que os envolve (sentir a capa, cheirar, tatear as páginas e guardar na estante com carinho), já não tenho espaço para acomodá-los como devem. Sem contar que me dei conta de que muitas vezes comprei livros cujas leituras foram experiências de uma única vez. Leituras que foram boas de ter feito, mas que não deram aquela vontade de repetir. A solução que eu encontrei foi balancear os dois formatos. Os livros favoritos, clássicos ou de referência terão um espaço garantido na minha estante, enquanto os lançamentos, as séries, e demais livros que eu decidir ler só por curiosidade serão baixados e lidos em e-book.

ii. Personal Planner - kikki.K
Desde que conheci a kikki.K fiquei apaixonada pelo seus produtos, por serem delicados e de boa qualidade - um verdadeiro paraíso para os amantes de papelaria. Quando eu descobri a comunidade dos planners, logo fiquei entusiasmada para fazer parte dela, pois junta duas coisas que eu amo: organizar e papelaria. Um hobby bem funcional, digamos assim. Fiquei meses acompanhando o site da loja de olho em promoções e cupons de desconto, porque os preços não são nada amigáveis, e depois de muito considerar minhas opções, eis que acabei optando por um personal planner em azul clarinho, só não chegou ainda. Uma coisa sobre mim é que só risco um item da minha wishlist quando ele chega em minhas mãos, para eu sentir que é real e a compra foi concretizada.

iii. Ocean Eyes deluxe version (2009) - Owl City
Se eu tivesse de criar um ranking com os meus álbuns favoritos, me atrevo a arriscar que o Ocean Eyes ocuparia o primeiro lugar. Gosto muito das músicas do Adam; de suas letras imaginativas e das melodias etéreas que me transportam para outros lugares quando as escuto. Esse álbum me ajudou a atravessar uma fase difícil e eu gostaria muito de tê-lo, o problema é que "impopularidade" do Owl City aqui no Brasil torna seus CDs muito difíceis de encontrar nas lojas. Está sempre sujeito a encomenda, indisponível ou custando o olho da cara. Já vasculhei todas as lojas imagináveis à procura da opção mais facilitada, mas ela simplesmente não existe. Não para a versão deluxe, pelo menos. Se fosse apenas uma faixa ou duas de diferença, eu não me importaria em comprar a versão comum, mas são oito! Praticamente um álbum a mais de músicas amor que eu sentiria muita falta se não tivesse.

iv. Delineador em caneta - Boticário
Esse é um dos itens mais fáceis de ser adquirido (e provavelmente o farei em breve). Meu delineador acabou e eu preciso de outro asap, porque se tem um item de maquiagem indispensável no meu dia a dia, este item é o delineador. Depois de passar muito tempo usando aquele líquido com aplicador comum, decidi comprar o de caneta dessa vez, pois experimentei o de uma amiga e achei mais prático para fazer o traço gatinho. E da Boticário, porque é a melhor marca de delineador que já testei.

v. Produtos da Lush
Conheci a Lush faz alguns anos, por meio do melhor amigo da minha melhor amiga que trabalha lá e é completamente apaixonado pela loja. Sem demoras, o grupo deles foi influenciado pela marca e uma hora essa influência chegou em mim. Experimentei vários produtos no banheiro da Pri e adorei - está mais do que na hora de ter os meus. Escolhi a máscara Mask of Magnaminty, o sabonete facial Coalface, o esfoliante labial bubblegum e o esfoliante corporal Ocean Salt para começar, pois são produtos que eu uso diariamente e não são facilmente dispensáveis. Ultimamente tenho me tornado mais consciente em relação à qualidade e a origem dos produtos que eu consumo, portanto só compro o que é necessário e livre de crueldade com os animais.

Estou constantemente alterando os itens da minha wishlist, pois às vezes acontece de eu não encontrar o quero ou mudar de ideia. Como no ano passado eu fui muito consumista, esse ano eu decidi ser mais humilde. Quando eu riscar esses itens, dificilmente incluirei outros. Na verdade, o que eu mais quero no momento é reformar meu quarto e montar um cantinho para poder trabalhar em casa, projeto um tanto ambicioso se eu mesma for patrociná-lo, por isso tenho cortado gastos menores e estudado minhas escolhas. Acredito que a longo prazo é o investimento que vai me trazer mais vantagem, então o jeito é economizar.

Para ver a lista da Thay, vocês podem clicar aqui.

// Resumo da semana
Na mesa de cabeceira: Lock & Key, Sarah Dessen (lendo e amando). Na playlist: Hooked on a feeling - Blue Swede. What can I say? Trilha sonora do trabalho. ¯\_(ツ)_/¯ Na tela: Penny Dreadful - comecei hoje, e apesar de ter achado a série bem estranha, ela me prendeu durante o episódio inteiro. Espero que seja um bom sinal, vamos acompanhar.

31 de janeiro de 2016

4/52

Em comparação com a semana passada, essa semana foi um pouco menos conturbada, mas ainda tive algumas coisas para fazer às pressas, o que resultou em cansaço e ansiedade ao final de semana. No sábado passei o dia inteiro tentando me concentrar no freela sem sucesso, e após horas de procrastinação desenfreada, dei um basta. Desliguei o computador, tomei um banho, procurei uns exercícios de yoga para fazer antes de dormir, e para a cama eu fui. Acordei no dia seguinte me sentindo mais disciplinada, no entanto, com o trabalho atrasado, o post acabou ficando para depois. Ainda sei definir minhas prioridades, pelo menos. Tem feito um calor absurdo esses dias, e posso afirmar com certeza que isso está acabando com a minha disposição. A agenda continua cheia, mas espero que depois do carnaval eu tenha um respiro entre um compromisso e outro, entre uma tarefa e outra. Obrigada pela força que vocês me desejaram na semana passada, vocês são ó: uns chuchus.

Semana 4 - Minhas citações preferidas

i. Fruits Basket
Fruits Basket não só é um dos meus animes favoritos, como um dos que mais me emocionam. A história se baseia na jovem estudante Tohru Honda, que recentemente se tornou órfã e trabalha para se manter e terminar os estudos, como tanto sonhou sua mãe; e a família Sohma, que carrega a maldição dos doze signos do zodíaco chinês - explico: alguns dos membros da família nasceram com o espírito dos animais, e quando são abraçados por uma pessoa do sexo oposto, eles se transformam nos bichinhos que representam. Embora não seja nada fatal, é um fardo para eles guardar esse segredo, e por isso todos eles guardam dores relacionadas à essa maldição. Tohru é uma pessoa de extrema gentileza, e quando sua vida cruza com a vida dos Sohma, ela consegue trazer para eles um pouco de alívio tentando ressaltar a bondade que eles têm para com ela e suas outras qualidades. Eu chorei muito assistindo cada episódio, e me senti muito inspirada por algumas falas das personagens, me incentivando, inclusive, a tentar ser mais gentil eu mesma, e ver o lado bom de cada um.

It's not always easy to see the good in people. In some people, you might even doubt that it's there at all. But if you can somehow, find a way to believe... sometimes that's all it takes to help someone, to give them the strength to find the good in themselves.
— Tohru Honda

ii. Oscar Wilde
Em contrapartida, quando li O retrato de Dorian Gray dois anos atrás, marquei essa única citação com uma flag laranja, porque a realização de tal fato me foi um tapa na cara. Não sei quantas vezes me senti perdoada pelo simples fato de ter admitido meu erro antes de receber o perdão, mas aconteceu. Se essa é mais uma das várias características humanas, não sei, só sei que achei Wilde um gênio por elucidar essa questão com tão poucas palavras.

There is a luxury in self-reproach. When we blame ourselves, we feel that no one else has a right to blame us. It is the confession, not the priest, that gives us absolution.
— Oscar Wilde

iii. Charlotte Brontë
Em Jane Eyre, Charlotte Brontë faz um discurso feminista não tão velado quanto muitas escritoras poderiam ter feito, considerando a sociedade patriarcal dominante daquela época. Durante a leitura, essa citação, que logo se tornou uma das minhas favoritas, me chamou a atenção e pediu para ser compartilhada com o mundo. Eis que o faço.

It is vain to say human beings ought to be satisfied with tranquility: they must have action; and they will make it if they cannot find it. Millions are condemned to a stiller doom than mine, and millions are in silent revolt against their lot. Nobody knows how many rebellions besides political rebellions ferment in the masses of life which people earth. Women are supposed to be very calm generally: but women feel just as men feel; they need exercise for their faculties, and a field for their efforts, as much as their brothers do; they suffer from too rigid a restraint, too absolute a stagnation, precisely as men would suffer; and it is narrow-minded in their more privileged fellow-creatures to say that they ought to confine themselves to making puddings and knitting stockings, to playing on the piano and embroidering bags. It is thoughtless to condemn them, or laugh at them, if they seek to do more or learn more than custom has pronounced necessary for their sex.
— Jane Eyre

iv. Jane Austen
Na minha lista não podia faltar uma citação de Jane Austen também, é claro, pois ela não só é minha autora favorita de todas, como minha inspiração na tentativa ser uma "heroína", todos os dias, no meu contexto. Tenho um apreço especial por essa citação, porque ela foi escolhida para ser a epígrafe do meu TCC, e está inserida no momento crucial de Emma, o romance que eu analisei.

Seldom, very seldom, does complete truth belong to any human disclosure; seldom can it happen that something is not a little disguised or a little mistaken.
— Jane Austen

v. Gilmore Girls
Se por um momento você pensou que não haveria citação alguma de Gilmore Girls na minha lista: silly you. Tenho tantas que fica até difícil escolher, mas fico com uma fala da Lorelai no "Red Light on the Wedding Night". Eu podia ter escolhido uma citação sarcástica, uma citação cômica ou uma citação emocionante dentre tantas, mas resolvi ficar com essa, porque a acho inspiradora por sua relatividade. Está combinando muito bem com essa altura da minha vida.

We are almost there and nowhere near it, all that matters is we're going.
— Lorelai Gilmore

Tenho tantas citações favoritas, que foi difícil escolher só cinco. Para ver a lista da Thay (a qual totalmente me inspirou no formato de listar as citações) vocês podem clicar aqui.

// Resumo da semana:
Na mesa de cabeceira: Pippi Longstocking - Astrid Lindgren. Na playlist: The Real World - Owl City. Na tela: Ainda, Don't trust the b---- in apartment 23. Faltam dois episódios para concluir a série! Infelizmente não tive muito ânimo para ler, ouvir, assistir muita coisa.